Rk Motors
0
RK Motors - Tudo para seu carro, moto ou caminhão. O seu guia automotivo!
RK Motors - Tudo para seu carro, moto ou caminhão. O seu guia automotivo!
Quando um caminhão não recebe estes cuidados, quando não tem uma manutenção regular e principalmente, quando o seu condutor não o utiliza de forma sábia, pode esperar por vários prejuízos.

7 dicas para cuidar da saúde do seu caminhão

Publicado em 04/06/2021, por RK Motors

Quando um caminhão não recebe estes cuidados, quando não tem uma manutenção regular e principalmente, quando o seu condutor não o utiliza de forma sábia, pode esperar por vários prejuízos.

Manutenção caminhão camioneiro rk motors

Quem é caminhoneiro, sabe da necessidade que existe de se manter o caminhão sempre em dia, bem conservado e “tinindo” para poder “rodar” com potência e segurança adequadas às estradas do Brasil. Algumas dicas são sempre muito bem vindas, principalmente aos caminhoneiros de “primeira viagem”, que estão aprendendo os truques e macetes da boleia em cada frete.

Mas quando um caminhão não recebe estes cuidados, quando não tem uma manutenção regular e principalmente quando o seu condutor não o utiliza de forma sábia, ou seja, com inteligência, além dos riscos de um acidente pelo caminho, há o desgaste dos seus componentes em razão dos trajetos percorridos e das condições de cada estrada.

 

Para tanto, é preciso estar sempre atento quanto às manutenções preditiva e preventiva. Sabe o que significam?

 

A manutenção preditiva ocorre através do computador do caminhão. Ele fornece informações e dados técnicos que permitem ao mecânico experiente encontrar defeitos ou alterações anormais, antes que o veículo “pife” no meio da estrada. Tais instrumentos de bordo ainda sinalizam a vibração do veículo, a corrente elétrica, a temperatura e outros fatores importantes.

A manutenção preventiva, por sua vez, é a manutenção que se deve proceder periodicamente a fim de prolongar a vida útil do veículo, fazendo-o funcionar de forma mais adequada e com maior economia de combustível.

Outros cuidados essenciais são:

 

1 - Boas Práticas de Direção

Para começar, sabia que dirigir bem ajuda a economizar combustível? Dirigir de forma responsável, além de segurança nas pistas, permite que o caminhão dure muito mais tempo, evitando despesas desnecessárias com ajustes de motor e troca de peças no mecânico. Use a inteligência e faça o frete valer a pena!

Contemplam as boas práticas de Direção:

  • Respeitar a vida e segurança dos demais motoristas;
  • Acelerar com cuidado independente do asfalto da pista;
  • Não deixar os pés relaxados no pedal;
  • Trocar de marcha moderadamente;
  • Em descidas, não deixar o veículo na banguela (câmbio em ponto morto, desengatado);
  • Não utilizar a embreagem como modificador de rotação do motor;
  • Não utilizar “arrebites”;
  • Não dirigir cansado ou com sono, mesmo que falte apenas alguns quilômetros para chegar ao seu destino.

 

2 - Calibração e Rodízios de Pneus

Calibrar os pneus ajuda a preservar a saúde do caminhão. Problemas de alinhamento implicam em gasto desregulado de combustível, baixo amortecimento em impactos e menos segurança para o condutor. O rodízio de pneus também é muito importante, pois ajuda a evitar desgastes. Mesmo que estejam somente um pouco desgastados, quando estiverem com prazo de validade chegando ao fim, troque-os.

 

3 - Cuidados com a carga

Se a carga estiver muito acima do peso ideal, o caminhão pode sim apresentar falhas mecânicas ao longo do tempo. Isso também pode implicar em problemas de segurança. A carga precisa ser distribuída de forma equilibrada e em seguida, amarrada com materiais de boa qualidade.   

Certas cargas como animais, combustíveis, produtos tóxicos, dentre outros, exigem um cuidado ainda maior, pois ao menor solavanco pode haver um grave acidente. O caminhão precisa ser adequado a este tipo de carga e somente uma análise séria destas questões poderá trazer maior segurança ao motorista, aos outros condutores na pista e à carga transportada.

 

4 - Verifique sempre o motor

Para começar, o óleo do motor precisa ser sempre verificado, pois ele cumpre três aspectos fundamentais:

1 - Lubrifica as peças para reduzir atrito;

2 - Refrigera o sistema;

3 - Realiza a vedação contra os gases gerados da combustão.

Mas, sobre o óleo, o que devemos verificar?

  • Nível;
  • Viscosidade;
  • Prazo de troca;
  • Produtos indicados pelo fabricante.

 

5 - Abasteça com combustível de qualidade

A procedência da gasolina / diesel é de suma importância. A qualidade deste combustível é uma prioridade, uma vez que existe muita adulteração e falsificação em diversos postos no Brasil. 

Quando o combustível é ruim, isto é, adulterado ou falsificado, ele provoca desgaste e prejuízo ao caminhão, além de diminuir bastante a vida útil da máquina, porque entope os bicos injetores, faz com que o motor perca a sua força, além de aumentar o consumo de gasolina / diesel - sem contar ainda que se o diesel for ruim, ele rende bem menos que o de boa qualidade.

Por todos esses motivos é bom checar os postos de combustível onde se abastece o caminhão, só para ter mais segurança e tranquilidade. Converse com outros caminhoneiros e pesquise opiniões diferentes. 

 

6 - Líquido do Arrefecimento

O motor precisa se manter a uma temperatura sempre adequada e o líquido de arrefecimento é o responsável por isso. Se este líquido não estiver no nível certo, pode trazer problemas. No entanto, se o nível desse líquido começar a baixar com muita frequência, pode ser sinal de que algum vazamento está ocorrendo.

Sem contar que os componentes do motor podem estragar caso o nível do fluido de arrefecimento esteja muito abaixo do indicado. Superaquecimento causa danos graves.

Por isso, se você perceber qualquer alteração na temperatura do motor, é melhor correr para o mecânico de confiança, antes que o caminhão tenha qualquer outro dano.

 

7 - Cuidado com as peças!

Um ditado antigo das estradas: “Diga-me as peças que buscas, e te direi o caminhão que terás!”. Mentira, esse ditado nunca existiu, mas é fato que entre os caminhoneiros, o hábito de sempre comprar peças em quaisquer ferros-velhos, é uma baita enrascada. 

Motivado muitas vezes pelo preço mais em conta, o caminhoneiro compra a peça, sem se certificar se o ferro-velho é confiável. E não demora até que necessite repô-la com certa urgência. É um abacaxi que ninguém quer descascar.

Na dúvida, opte por auto-peças certificadas, pois são a garantia de que o caminhão não voltará a dar problemas tão cedo. Sem contar que, se ocorrer um eventual problema com a peça comprada, é possível trocá-la, por causa da garantia.

 

Lembre-se, seu caminhão é o seu ganha-pão de cada dia. Não se pode negligenciar estes cuidados com a sua principal ferramenta de trabalho. Seguindo a risca cada uma destas dicas, além de aumentar a vida útil do seu caminhão, é possível ampliar um pouco mais os lucros do frete, sem despesas extras com mecânicos.

 

Vídeo





LEIA MAIS: