Rk Motors
0
0
0
RK Motors - Tudo para seu carro, moto ou caminhão. O seu guia automotivo!
RK Motors - Tudo para seu carro, moto ou caminhão. O seu guia automotivo!
Tem dúvidas sobre como fazer uma compra segura em um ferro velho? Aprenda já como funciona e quais cuidados você deve tomar.

Vale a pena usar e comprar peças de ferro velho? Para carros, motos e caminhões

Publicado em 06/08/2021, por RK Motors

Tem dúvidas sobre como fazer uma compra segura em um ferro velho? Aprenda já como funciona e quais cuidados você deve tomar.

 

peças de carro ferro velho - rk motors

 

Já pensou na ideia de comprar uma ou outra peça em um ferro velho? Não tem certeza de que isso seria seguro para o seu veículo?

 

Pois bem, nós vamos falar sobre esse assunto ao longo deste texto. Continue conosco e descubra se isso vale a pena e como comprar com segurança.

 

Vamos lá?!

 

Como funciona um desmanche?

 

Os ferros velhos, também conhecidos como desmanches, são muito comuns pelo país. Estamos falando de estabelecimentos que vendem peças de veículos automotores usados, mas nem todos eles são legais.

 

Pois é, há desmanches clandestinos, que não são credenciados pelo Detran (Departamento Estadual de Trânsito). Esses não são uma opção, de forma alguma, para fazer negócio! Afinal, é bem possível que as peças sejam fruto de veículos furtados ou roubados, como também de procedência duvidosa.

 

Por outro lado, os desmanches legais são aqueles que, ao vender peças, oferecem nota fiscal, tornando a transação mais segura e protegendo o consumidor. E as peças que são vendidas nesses ferros velhos são diversas, desde motor, carburador e velas a lanternas, vidros e acessórios para retrovisores.

 

Além disso, é importante destacar que o Detran controla o comércio de autopeças. Ou seja, sempre que um desmanche comercializa alguma peça, quer seja compra, quer seja venda, deve informar ao órgão de trânsito.

 

Vamos supor que um ferro velho compra um veículo. Já nesse momento, ele deve emitir uma nota fiscal ao Detran.

 

Após isso, ele aguarda uma autorização do órgão de trânsito para poder desmanchar o carro e, então, registrar cada peça no banco de dados do Detran, de modo a receber os códigos de barras para cada uma delas. Do mesmo modo, cabe ao desmanche arquivar todos e quaisquer documentos, bem como as certidões dos veículos.

 

As peças que não vão ter proveito vão para a sucata, sempre respeitando os cuidados que a legislação ambiental prevê.

 

Interessante, não é mesmo? Ferros velhos podem até parecer muito simples, mas precisam de cuidado e burocracia para funcionar.

 

Agora, você já sabe como funciona um ferro velho!

 

Vale a pena usar e comprar peças de ferro velho?

 

As peças que estão disponíveis em ferros velhos pelo país já estiveram em outros veículos, como você já sabe. Em geral, elas vão parar ali em decorrência de problemas nos veículos e muitas vezes as peças ganham reparos antes de serem vendidas.

 

O grande trunfo em comprar uma peça em um desmanche, como você pode prever, é o preço. O seu valor, em geral, está muito abaixo do mercado, sendo entre 35% a 50% mais barata.

 

Em tempos de crise econômica, como estamos vivendo neste momento, uma economia faz um bem danado, não é mesmo?

 

E isso ocorre por dois motivos essenciais: em primeiro lugar, porque o fato de não ser uma peça nova acaba implicando uma desvalorização a ela; em segundo lugar, porque são peças com uma vida útil menor, já que já estão em uso há mais tempo.

 

Os desmanches credenciados pelo Detran, como já dissemos, antes de vender as peças sempre fazem uma revisão delas. Desse modo, os estabelecimentos asseguram quais são as suas condições, podendo vender as peças com mais transparência ao cliente.

 

Além disso, vale destacar que o Código de Defesa do Consumidor assegura ao comprador um prazo de 90 dias de garantia, caso surja algum problema na peça que comprou. Nesse caso, então, o desmanche tem a responsabilidade de oferecer um atendimento.

 

Em muitos casos, vale a pena

 

Desde que você tenha informações suficientes sobre o estado da peça e o desmanche seja credenciado pelo Detran, a sua compra pode valer a pena, sim. Afinal, você só vai comprar uma peça que possa funcionar corretamente em seu veículo, não é mesmo?

 

No entanto, não indicamos a compra de peças em ferros velhos para serem usadas em carros novos. Isso acontece porque a prática tende a desvalorizar esses veículos, que deixam de contar apenas com peças novas como ele.

 

Se, então, você precisar vender o carro em algum tempo, vai precisar diminuir o seu preço e, de forma consequente, perder um dinheiro.

 

No entanto, se o seu veículo não for novo, com mais de cinco anos, então a compra de uma peça usada em um desmanche pode ser uma opção. Procure saber sobre a qualidade da peça e fuja de preços muito baixos (a economia, aqui, pode sair muito cara).

 

Compre apenas peças em boas condições e observe se há desgastes, oxidação, partes trincadas e outros problemas. Ah, não se esqueça de optar por peças da mesma marca que o seu carro!

 

Vantagens de comprar peças em ferro velho

 

Você já sabe que o preço mais baixo que o de mercado é o grande trunfo em comprar peças em desmanches, não é mesmo? Pois bem, essa não é a única vantagem dessa prática.

 

Um outro benefício que podemos citar é justamente a segurança da compra. Isso acontece porque a Lei do Desmanche, sobre a qual já falamos acima, trouxe muito mais segurança tanto para o comprador quanto para o comerciante.

 

A legislação identificou e fechou ferros velhos clandestinos e isso vem, inclusive, influenciando no número de furtos e roubos de veículos. Afinal, a maioria dos carros furtados ou roubados têm um destino comum: os desmanches clandestinos.

 

Outra vantagem é o respeito ao meio ambiente. Essas peças são aproveitadas mais uma vez e, além disso, a Lei do Desmanche impõe aos ferros velhos a responsabilidade de garantir que a remoção de fluídos, óleos e pneus dos automóveis ocorram de modo correto.

 

Ou seja, menos impacto negativo no meio ambiente!

 

NOS ACOMPANHE NAS REDES SOCIAIS:

• Canal do Youtube – Clique aqui!
• Instagram – instagram.com/rkmotors.com.br
• Facebook – facebook.com/rkmotors.com.br
• Canal do Telegram – Clique aqui!

 



LEIA MAIS: