Rk Motors
0
0
0
RK Motors - Tudo para seu carro, moto ou caminhão. O seu guia automotivo!
RK Motors - Tudo para seu carro, moto ou caminhão. O seu guia automotivo!
Etapa da importante competição de rally acontece nos dias 25 e 26 de setembro e é a primeira da temporada a ocorrer no estado.

Etapa do Rally Brasileiro de Velocidade em setembro em Rio Negrinho/SC

Publicado em 20/08/2021, por RK Motors

Etapa da importante competição de rally acontece nos dias 25 e 26 de setembro e é a primeira da temporada a ocorrer no estado.

 

Rally Brasileiro de Velocidade Rio Negrinho - RK Motors

 

Quem vive em Santa Catarina, é apaixonado por carros e, especialmente, por rally, tem o que comemorar. No próximo mês, setembro, nos dias 25 e 26, o estado recebe uma etapa do Rally Brasileiro de Velocidade.

 

As provas ocorrem no município de Rio Negrinho, a cerca de 260 quilômetros de Florianópolis. Trata-se da primeira das três etapas da competição que ocorrem nesta temporada no estado, aliás.

 

Rio Negrinho, como não é segredo para ninguém, é uma cidade com história no rally. No último ano, por exemplo, recebeu provas da competição.

 

Além disso, o evento conta com transmissão ao vivo para quem quiser assistir, seja lá onde estiver, por meio do Facebook. Clique aqui para ter acesso à página que vai transmitir a etapa.

 

Que tal, então, saber mais sobre o evento? Já anote em sua agenda e venha com a gente!

 

Rally Brasileiro de Velocidade

 

O Rally Brasileiro de Velocidade é uma das principais competições de automobilismo do Brasil. Trata-se de uma série que conta com a organização da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo), tendo disputas em diversos estados do país.

 

O seu sistema de pontuação é bem semelhante ao Campeonato Mundial de Rally, cuja organização é da FIA (Federação Internacional do Automóvel). Em cada categoria, vence o competidor que mais somar pontos ao longo das etapas, tendo direito a um descarte (ou seja, a menor pontuação).

 

Além disso, competem entre si pilotos com veículos das marcas Peugeot, Mitsubishi, Volkswagen e Chevrolet.

 

O Rally Brasileiro de Velocidade, aliás, surgiu no Brasil ainda na década de 1950. Na época, membros da Segel (Sociedade Esportiva e Cultural dos Empregados da Light) passaram a organizar rallys na capital de São Paulo, eventos que serviam para confraternização.

 

O primeiro campeonato da modalidade no Brasil ocorreu, então, em 1961, em São Paulo. Desse modo, com o passar dos anos, o rally chegou a estados como Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, que também passaram a organizar campeonatos regionais. Já o primeiro campeonato nacional de rally ocorreu em 1973.

 

Calendário de 2021

 

A atual temporada, aliás, teve início com o Percurso de Jalapão, envolvendo os estados de Tocantins e Bahia, entre os dias 15 e 19 de junho. Logo depois, no entanto, foi realizado o Percurso RN 1.500, na Paraíba e no Rio Grande do Norte, entre os dias 29 de junho e 3 de julho.

 

O Percurso de Araucária, no Paraná, por sua vez, ocorreu entre 31 de julho e 1º de agosto, enquanto o Percurso de Sertões já está ocorrendo, tendo início em 13 de agosto e se encerrando no dia 22.

 

Logo depois, ainda ocorre o Percurso de Estação, no Rio Grande do Sul, nos dias 4 e 5 setembro. Só então ocorre o Percurso de Rio Negrinho, em Santa Catarina, nos dias 25 e 26 de setembro.

 

A temporada do Rally Brasileiro de Velocidade segue até dezembro, no entanto. Barretos, em São Paulo, recebe a competição nos dias 2 e 3 de outubro, enquanto Pomerode, mais uma vez em Santa Catarina, é a casa do torneio nos dias 30 e 31 de outubro. Além disso, ainda no estado acontece a Rota SC em 6 e 7 de novembro.

 

A penúltima etapa, então, ocorre em São Paulo, nos dias 4 e 5 de dezembro. E Erechim, no Rio Grande do Sul, sedia a última etapa do Rally Brasileiro de Velocidade, em 17 e 18 de dezembro.

 

Prevenção à covid-19

 

A Confederação Brasileira de Automobilismo vem adotando medidas de prevenção à covid-19 desde a retomada de suas competições. Todos os profissionais que estão envolvidos com as suas provas, então, utilizam equipamentos de proteção individual (EPIs) e quaisquer outros equipamentos que sejam necessários.

 

Além disso, entre eles é preciso respeitar um espaço de 1,5 metro durante as atividades. Estas, aliás, ocorrem apenas entre 8h e 18h.

 

Com segurança, a instituição confia no prosseguimento das atividades que sofreram bastante com atrasos e adiamentos em 2020.

 

Classificação atual

 

Enfim, chegou o momento de conferir como está a classificação atual do Rally Brasileiro de Velocidade. Após as disputas que já ocorreram nesta temporada, já é possível visualizar quem tem mais ou menos chances de se tornar campeão ou campeã.

 

Vale destacar que três mulheres participam da edição 2021 do Rally Brasileiro de Velocidade. Sendo assim, abaixo listamos quantos pontos tem cada participante, de cada categoria da competição (classificação atualizada em 17 de agosto de 2021).

 

Rc2n - Piloto

  1. Toco: 20
  2. Juliano Sartori: 14
  3. Leonardo Oliveira: 12
  4. Alexandre Frigeri: 9
  5. Cláudio Antônio: 9
  6. Júlio César Rodino: 0

 

Rc4 - Piloto

  1. Rafael Félix Anders: 20
  2. Maurício José Dias: 14
  3. Celuppi: 12
  4. Romina Romi: 5
  5. Luís Eduardo Stédile: 0
  6. Marcos Tokarski: 0

 

Rc5 - Piloto

  1. Evandro Carlos: 16
  2. André Ricardo: 12
  3. Luciano Lopes Fleck: 10
  4. Andrey Webber: 6
  5. Victor Corrêa: 6
  6. Marcos Resende Debien: 6
  7. Luciano Américo: 5
  8. Tiago Luís: 5
  9. Boyka: 3
  10. Perci Veloso: 1

 

Rally 2 - Navegadores

  1. Marcelo Dalmut: 20
  2. Rafael Sartori: 14
  3. Frederico Zettel: 12
  4. Gilson Yoshimura: 9
  5. Eduardo Tonial: 9
  6. Murilo Spironelo: 0

 

Rally 4 - Navegadores

  1. Sandra Maestrelli: 20
  2. Leandro Ferrarini: 14
  3. João Remor: 12
  4. Lucivane Balena: 5
  5. Carlos Morales: 0
  6. Rodrigo Vicari: 0

 

Rally 5 - Navegadores

  1. Juliano Gracioli: 16
  2. Luís Villar: 12
  3. Gilson Rocha: 10
  4. Murilo Hekave: 6
  5. Maicol Souza: 6
  6. Enrico Aquino: 6
  7. Márcio Ruckl: 5
  8. Felipe Klimaczewski: 5
  9. Mateus Perín: 3
  10. Juliano Zerbinato: 1

 




LEIA MAIS: