Rk Motors
0
0
0
RK Motors - Tudo para seu carro, moto ou caminhão. O seu guia automotivo!
RK Motors - Tudo para seu carro, moto ou caminhão. O seu guia automotivo!
Os modelos elétricos têm sido cada vez mais comuns no Brasil. Mas, mesmo com o aumento das possibilidades da oferta, o preço ainda tem sido um impeditivo.

Caminhões a diesel podem ser convertidos em elétricos no Brasil

Publicado em 28/08/2021, por RK Motors

Os modelos elétricos têm sido cada vez mais comuns no Brasil. Mas, mesmo com o aumento das possibilidades da oferta, o preço ainda tem sido um impeditivo.

 

caminhão elétrico ELETRA - rk motors

 

O Volkswagen e-delivery, por exemplo, é o mais novo caminhão elétrico lançado por aqui e tem preço mínimo de R$ 780.000, podendo chegar a R$ 980.000 com maior capacidade e autonomia.

 

Devido ao alto valor para modernizar a frota e o crescente aumento dos preços dos combustíveis, uma empresa em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, tem uma solução: converter os veículos para elétricos. A Eletra, responsável por trazer o trólebus (ônibus elétricos conectados a cabos de energia) ao Brasil e por criar ônibus EVs para o transporte urbano, agora está transformando caminhões a diesel em elétricos. O procedimento é chamado de e-retrofit.

 

“Desde o começo, nós nunca produzimos um trem de força elétrico. Sempre adaptamos os sistemas de tração já existentes, isso garante um ciclo completo de sustentabilidade, já que eliminamos um veículo poluente”, explica Ieda Maria de Oliveira, gerente comercial da Eletra.

 

Os veículos eletrificados costumam ter entre 8 e 15 anos de uso. Mas a idade não se configura uma problema, uma vez que conversão também renova os eixos, suspensão e freios, que passam a  recuperar a energia gerada nas frenagens, transformando-a  em energia elétrica para as baterias.

 

O foco da empresa é o transporte urbano de carga. Os veículos convertidos possuem uma autonomia que vai de 30 a 150 km e peso bruto de 3,5 a 54 toneladas. Comparados ao e-delivery, o alcance parece pequeno, visto que no pacote com 6 baterias o caminhão da Volkswagen pode percorrer até 210 km. Mas como o procedimento é customizável, tudo depende do que o cliente precisa.

 

“Estamos com um projeto novo, (…) ele consiste em ‘retrofitar’ caminhões enormes de matéria prima, que levam o material de um ponto a outro da fábrica. Nesse caso eles não precisarão ter uma autonomia tão alta, pois percorrem uma distância muito curta por dia”, conta Ieda.

 

Aderência ao mercado de caminhões elétricos

 

A ideia da conversão tem agradado os empresários. A Ambev, por exemplo, já divulgou que terá 102 caminhões da sua frota modificados pela Eletra. Os primeiros testes feitos pela empresa indicaram um consumo de 1kw/h por quilometro rodado – de acordo com a empresa, esse número representa uma economia de 70% em relação ao diesel. Outra vantagem indicada é que os EVs proporcionam uma redução de manutenção e mais viabilidade de entregas em alguns locais, devido à ausência de ruído dos veículos.

 

O retrofit também tem a questão do preço como um atrativo. Segundo a gerente, dependendo do projeto, os custos de uma conversão podem ser de 25% a 30% menores quando comparados a compra de um veículo novo com o conjunto elétrico de fábrica. E ainda, por ser customizável, o cliente não precisa aguardar novos modelos do mercado e pode reutilizar um veículo que já é seu.

 

Além da Ambev, a empresa de segurança Protege também tem a eletrificação entre os seus, ela possui o primeiro carro-forte elétrico do mundo.

 



LEIA MAIS: