Rk Motors
0
0
0
RK Motors - Tudo para seu carro, moto ou caminhão. O seu guia automotivo!
RK Motors - Tudo para seu carro, moto ou caminhão. O seu guia automotivo!
Acontece neste final de semana a 14ª etapa da MotoGP 2021. E o GP de San Marino, em Misano, na Itália, tem chances de premiar o primeiro campeão brasileiro no Mundial de Motovelocidade.

MotoGP: Pode ter campeão brasileiro neste final de semana

Publicado em 16/09/2021, por RK Motors

Acontece neste final de semana a 14ª etapa da MotoGP 2021. E o GP de San Marino, em Misano, na Itália, tem chances de premiar o primeiro campeão brasileiro no Mundial de Motovelocidade.

 

Eric Granado moto e - rk motors

Imagem: Agência Brasil EBC

 

O motivo?  As chances reais do paulista Eric Granado levar o título pela MotoE, categoria das elétricas. Com 25 anos, Granado é o segundo colocado, perdendo por apenas sete pontos do líder Alessandro Zaccone. O italiano possui 80 pontos, ante 73 do brasileiro.

 

Decisão da MotoE

 

Granado vem fazendo uma ótima campanha na MotoE 2021, acelerando na categoria de elétricas da MotoGP. Até o momento foram 5 provas, com 4 poles, duas vitórias e três pódios. Neste final de semana acontecem as disputas finais, com rodada dupla da categoria.

 

A primeira prova acontece no sábado, às 11h20 de Brasília. O dia começa com a E-Pole, logo antes, às 6h45. Já a sétima e decisiva corrida do campeonato ocorre no domingo, a partir das 10h30. Será a última prova do dia, vindo após a da Moto3 (6h), Moto2 (7h20) e MotoGP (9h).

 

Ano passado, na etapa de Misano a vitória foi do italiano Matteo Ferrari, que certamente não levará nossa torcida em 2021. O piloto foi campeão da categoria em 2019 e vice no ano seguinte, quando Jordi Torres levou o troféu. Esperamos que agora seja a vez de Eric Granado.

 

Granado campeão Mundial

 

Eric chegou à MotoE em seu ano de estreia, 2019, embalado pela conquista do Campeonato Europeu de Moto2, no calendário anterior. Foi uma grande e boa experiência. Teve duas vitórias em seis provas, teve dias brilhantes e finalizou a temporada em terceiro lugar. Em 2020, conseguiu a sétima colocação.

 

Agora Granado tem 73 pontos. Assim, está distante 7 pontos do líder Alessandro Zaccone (80 pontos) e apenas a frente do espanhol Jordi Torres (72). No top 5 ainda há Dominique Aegerter (69) e Lucas Tulovic (53). O sexto lugar fica com  de Matteo Ferrari. Mas como cada bateria vale 25 pontos, tudo é possível.

 

Primeiro título brasileiro na MotoGP

 

Há tempos que sonhamos com um título no Mundial de Motovelocidade. Na verdade, foram raras as vezes estivemos tão perto de ganhar o campeonato, seja na MotoGP ou demais categorias. A última chance foi nas temporadas de 2000 a 2002, com Alex Barros.

 

Na época, o piloto da Honda faturou 13 pódios e 5 vitórias, finalizando todos os três calendários na quarta colocação. É importante lembrar que  foi nesse período que surgiu Valentino Rossi.

 

Onde assistir a MotoGP?

 

O campeonato será transmitido pela Fox Sports, canal de tv por assinatura. Confira a programação:

 

Sexta (Treinos Livres)
03h20 / 03h50 – MotoE
04h / 04h40 – Moto3
04h55 / 05h40 – MotoGP
05h55 / 06h35 – Moto2
08h15 / 08h55 – Moto3
09h10 / 09h55 – MotoGP
10h10 / 10h50 – Moto2
11h05 / 11h35 – MotoE

 

Sábado (Classificatórios e Prova na MotoE)
06h45 – E-Pole
07h35 / 08h15 – Q1 e Q2 Moto3
08h30 / 09h – Free Pratice 4 MotoGP
09h10 / 09h50 – Q1 e Q2 MotoGP
10h10 / 10h50 – Q1 e Q2 Moto2

11h20 – Corrida 1 MotoE

 

Domingo (Provas)
06h – Moto3
07h20 – Moto2
09h – MotoGP
10h30 – Corrida 2 MotoE

 

Caminho à MotoGP

 

A história da Granado começa cedo. Aos 6 anos já começou a andar de moto e em seguida a participar das principais competições da época, como os campeonatos Paulista e Brasileiro de Motovelocidade – de CG 125. Depois foi ao exterior, onde começou a competir na Espanha, teve títulos pela 70cc e em 2012 alcançou o Mundial de Motovelocidade.

 

Sua estreia na Moto2 em 2012, com 16 anos, teve 11 largadas e não totalizou pontos. Nos dois anos que se seguiram, desceu um degrau e competiu na Moto3, mas obteve resultados igualmente desmotivadores: apenas 9 pontos.

 

Passou então se dividir entre Brasil e Europa. Foi bicampeão da categoria SuperSport 600 no SuperBike Brasil e depois conquistou quatro títulos consecutivos na classe principal. Ao mesmo tempo, foi ao Campeonato Europeu CEV e levou o campeonato Europeu de Moto2, sendo o primeiro brasileiro a levantar este troféu.

 

Volta ao Mundial

 

Granado teve chances de voltar ao Mundial em 2018, novamente no grid da Moto2. Agora era a vez de representar as cores da Forward Racing, equipe que lhe demitiu no meio da temporada, sem justificativa pública. Parecia que o sonho tinha acabado, mas não.

 

No ano seguinte, o brasileiro foi convidado para a MotoE. Naquele ano a classe fazia sua estreia como classe de elétricas da MotoGP e Eric, trouxe de lá a terceira posição. Agora esperamos a primeira!

 

NOS ACOMPANHE NAS REDES SOCIAIS:

• Canal do Youtube – Clique aqui!
• Instagram – instagram.com/rkmotors.com.br
• Facebook – facebook.com/rkmotors.com.br
• Canal do Telegram – Clique aqui!

 




LEIA MAIS: